Propostas aceitas - XIX Congresso ABPI (outubro 2021)

TÍTULO DO SIMPÓSIO:

O lugar da palavra: história, política, sociedade em tradução

PROPONENTES:

Aislan Camargo Maciera (USP) - aislan@usp.br

Aline Fogaça dos Santos Reis e Silva (UFRGS) - alinefogacareis@gmail.com

Gesualdo Maffia - gesualdo.maffia@gmail.com

PROPOSTAS ACEITAS (comunicações orais / pôster)

A RECEPÇÃO DE SIMONE DE BEAUVOIR NA ITÁLIA. UMA TRADUÇÃO E OS AGENCIAMENTOS EM IDEALISMO MORALE E REALISMO POLITICO

Tatiara Pinto (doutoranda UFSC)

Na esteira dos avanços progressistas nas Américas o movimento feminista foi responsável por mudanças significativas na área do trabalho, da educação, da política, da estrutura familiar, das artes, das mídias e da tradução. Este trabalho tem como objetivo analisar a tradução do texto “Idealismo Morale e realismo politico” de Simone de Beauvoir na revista italiana “Il Politecnico”, sob uma perspectiva da crítica feminista. Neste texto a filósofa francesa parece querer traçar um caminho análitico em que a moral seja sempre reelaborada, revista em cada contexto, que possa reiventar um modo de ação que contenha em si a sua justificação razoável, assim como uma tradução feminista. Para isso, ver-se-á a noção de “feminine subject translator” de Pilar Godayol, como também a ideia de agenciamento na obra de Gayatri Spivak, em um breve panorama dos avanços feministas no âmbito da tradução, como também seus limites.  Tendo em vista a recepção dos expoentes do existencialismo na revista “Il Politecnico”, e as escolhas do tradutor italiano Franco Fortini, comparada com a tradução em português, para traçar alguns agenciamentos da autora na Itália. Pois, ao considerar o agenciamento próprio da linguagem instituída e o agente tradutor com seus propósitos determinados, a crítica feminista consegue, em última instância, descrever como a agência pode operar no sentido de legitimar ideias dominantes, patriarcais, autoritárias, fascistas.

PALAVRAS-CHAVE: Tradução, Simone-de-beauvoir, Crítica-feminista, Agenciamento

REFERÊNCIAS:

BEAUVOIR, Simone. Idealismo moral e realismo político. In: O existencialismo e sabedoria das nações. Lisboa: Minotauro, 1965.

____________. Idealismo morale e realismo politico. In: Il Politecnico.” Milano: Einaudi, n. 32, jul-ago, 1946, pp. 32-35.

CASTRO, Olga. (Re-)Examining Horizons in Feminist Translation Studies: Towards a Third Wave? MonTI 1, 2009, pp. 59-86.

GODAYOL, Pilar. Frontera Spaces: Translating as/like a Woman. In: SANTAEMILIA, Jose (ed.). Gender, Sex, and Translation: The Manipulation of Identities. New York: Routledge, 2015.

SPIVAK, Gayatri. Tradução como cultura. In: Ilha do desterro, n. 48, p. 41-64, 2005. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/desterro/article/view/9833. Acesso em: 18 jan. 2021.