Propostas aceitas - XIX Congresso ABPI (outubro 2021)

TÍTULO DO SIMPÓSIO:

O lugar da palavra: história, política, sociedade em tradução

PROPONENTES:

Aislan Camargo Maciera (USP) - aislan@usp.br

Aline Fogaça dos Santos Reis e Silva (UFRGS) - alinefogacareis@gmail.com

Gesualdo Maffia - gesualdo.maffia@gmail.com

PROPOSTAS ACEITAS (comunicações orais / pôster)

O ADOECIMENTO METAFÓRICO DA CIDADE EM “UNA CITTÀ COME QUESTA” DE GIOVANNI RABONI

Mercede Guardato (graduanda UFJF)
Elena Santi (docente UFJF)

A produção poética de Giovanni Raboni (1932-2004) na coletânea Le Case della Vetra (1966) envolve a observação da realidade contemporânea retratada ao evocar as memórias individual e coletiva, que se fundem em um jogo anacrônico no qual o passado é colocado no mesmo plano temporal do presente. Para isso, o poeta vale-se do tema histórico e literário da peste a partir da obra La storia della Colonna Infame (1843) de Alessandro Manzoni (1785-1873). Mais especificamente, o poema “Una città come questa” faz referência à peste metafórica da cidade moderna “novamente adoecida, pestilenta, em que flutuam os esporos do vírus não mais ou somente físicos, mas morais”1 (MACCARI, 2006, p. 153). A percepção da história é o meio em que se dá a análise da realidade capitalista do final da década de 1960 sob uma ótica ética, constatando as mudanças ocorridas na cidade de Milão, plano de fundo do poema: “a cidade visível era cheia de história invisível, e essa história era, por sua vez, cheia de dor, de ameaças, de medo”2 (RABONI, 2014, p. 7). A presente comunicação se propõe a investigar os instrumentos que o poeta milanês utiliza em seu poema para lançar luz sobre os problemas sociais contemporâneos. Além disso, será proposta uma reflexão acerca do léxico específico da epidemia que, não encontrando uma correspondência direta em português, representa um desafio para a tradução, já que, no texto de partida, é mediante esses termos que Raboni consegue expressar sua visão literária e ética do contemporâneo. 

1 “[...] nuovamente malata, appestata, in cui remigano le spore di virus non più o non solo fisici, ma morali”. (tradução nossa).
2 “La città visibile era piena di storia invisibile, e questa storia era, a sua volta, piena di dolore, di minacce, di paura”. (tradução nossa).

PALAVRAS-CHAVE: Memória, História, Poesia, Tradução

REFERÊNCIAS:

RABONI, Giovanni. Autoritratto 1977. In: RABONI, Giovanni. Tutte le poesie (1949-2004), a cura di Rodolfo Zucco, vol. 1, Torino: Einaudi, 2014, p. 5 - 10.

MACCARI, Paolo. “Il luogo del supplizio”: manzonismo di Raboni. In: DEI, Adele;

______ (org.). Per Giovanni Raboni. Atti del convegno Firenze 20 ottobre 2005. Roma: Bulzoni, 2006, p. 149 - 160.