Propostas aceitas - XIX Congresso ABPI (outubro 2021)

TÍTULO DO SIMPÓSIO:

O lugar da palavra: história, política, sociedade em tradução

PROPONENTES:

Aislan Camargo Maciera (USP) - aislan@usp.br

Aline Fogaça dos Santos Reis e Silva (UFRGS) - alinefogacareis@gmail.com

Gesualdo Maffia - gesualdo.maffia@gmail.com

PROPOSTAS ACEITAS (comunicações orais / pôster)

HISTÓRIA, MEMÓRIA E LITERATURA: PRIMO LEVI E A NARRATIVA TESTEMUNHAL URUGUAIA E ARGENTINA

Aislan Camargo Macieira (pós-doutorando USP)

Argentina e Uruguai viveram aproximadamente duas décadas sob regimes militares autoritários e violentos. Ambos foram exemplos de repressão, perseguição, prisão e tortura de inimigos políticos, e mantiveram campos de concentração entre as décadas de 1960 e 1970. A abertura política durante os anos 80, e o consequente fim desses regimes, coincidiu com a chegada da primeira obra de Primo Levi traduzida para o espanhol, seu livro de estreia, Se questo è un uomo, monumento da literatura de testemunho sobre a Shoá. Considerando que as testemunhas de umas e outras catástrofes dialogam entre si, e permanecem em contínua interação, a partir do interesse de acessar as diversas possibilidades de representação da experiência traumática, a intenção é evidenciar que a literatura de testemunho do autor italiano dialoga e encontra ressonância nas narrativas de testemunho dos sobreviventes dos regimes ditatoriais dos países do Rio da Prata. Olhar para as traduções - forma capaz de projetar a imagem de um autor/obra além dos limites de sua cultura de origem (LEFEVERE) - e para a recepção de Primo Levi, tanto na Argentina quanto no Uruguai, permite expor qual é o lugar que seus escritos ocupam nas discussões sobre os regimes autoritários e as representações do fascismo do lado de cá do Atlântico. Dessa forma, pretende-se trazer à luz como a literatura, mesmo quando apresenta uma “distância estética” (JAUSS), construindo-se a partir de relações intertextuais, pode ser instrumento de reflexão para a construção da memória e da história.

PALAVRAS-CHAVE: Primo Levi, Literatura De Testemunho, Shoá, Literatura Italiana, Fascismo e Autoritarismo

REFERÊNCIAS:

JAUSS, Hans Robert. Toward an aesthetic of reception. Trad. Timothy Bahti. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2013.

LEFEVERE, Andre. Tradução, reescrita e manipulação da fama literária. Trad. Claudia Matos Seligmann. Bauru: Edusc, 2007.

LEVI, Primo. Se questo è un uomo. Torino: Einaudi, 2011.

______. Trilogía de Auschwitz. Trad. Pilar Gómez Bedate. Barcelona: Peninsula, 2018.

LIMA, Luiz Costa (org.) A literatura e o leitor. Textos de estética da recepção. Trad. Luiz Costa Lima. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.