Propostas aceitas - XIX Congresso ABPI (outubro 2021)

TÍTULO DO SIMPÓSIO:

#italianoparatod@s: políticas, práticas e perspectivas do italiano no Brasil

PROPONENTES:

Cristiane Maria Campelo Lopes Landulfo de Sousa (UFBA) - cristianelandulfo@gmail.com

Daniela Aparecida Vieira (Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA) Perus I - São Paulo-SP) - daniela.apvieira@yahoo.com.br

PROPOSTAS ACEITAS (comunicações orais / pôster)

CAMPOS ALTERNATIVOS DE ESTÁGIO CURRICULAR EM LETRAS ITALIANO/UFSC: CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO DOCENTE E PARA A DEMOCRATIZAÇÃO DO ENSINO DE LÍNGUAS

Josias Porciùncula Liguiçano Brasil (graduando UFSC)
Daniela Bunn (docente UFSC)

Diante das perspectivas do ensino-aprendizagem de uma L2/LE, os professores em formação compreendem que o ensino de uma L2/LE perpassa pelo ensino de uma língua-cultura? Como trabalhar essa concepção nos mais diversos contextos alternativos de ensino? Mediante a falta de ensino curricular da língua italiana, na Grande Florianópolis, os contextos de ensino para crianças, jovens, adultos e idosos se mostram muito profícuos: contra-turnos em escolas, Organizações sem fins lucrativos, Centros Comunitários, Núcleo de idosos, tornam-se campos de estágio a partir da criação de projetos de extensão. Portanto, a finalidade dessa pesquisa é oferecer um panorama dos campos alternativos de Estágios Supervisionados Obrigatórios dos alunos de Licenciatura em Letras Italiano, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Câmpus Florianópolis, no período de 2018 a 2021. A abordagem metodológica está embasada em pesquisa bibliográfica sobre a prática pedagógica emancipatória do ensino de línguas (MENDES, 2015), as políticas públicas de difusão da língua italiana em nosso Estado (VALLE, 2018; OLIVEIRA, 2021) e na análise dos Relatórios de Estágios. Pretende-se criar um quadro das ações de ensino realizadas em espaços institucionais e alternativos, no período selecionado, bem como analisar o conteúdo do ciclo de debates intitulado “Vivências e metodologias no ensino de língua italiana - do presencial ao remoto” (Projeto de extensão coordenado pela profa. Dra. Daniela Bunn, UFSC/2021), que teve como intuito a socialização das experiências de estagiários e egressos do curso de Italiano.

PALAVRAS-CHAVE: Educação Linguística, Intercultural, Ensino, Estágio

REFERÊNCIAS:

VALLE, C. R. M. O ensino de língua italiana nas escolas públicas de Santa Catarina: reflexões a partir das demandas da pós-modernidade. Fórum Linguístico, v. 15, p. 3395-3411, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/forum/article/view/1984-8412.2018v15n4p3395

MENDES, E. A ideia de cultura e sua atualidade para o ensino-aprendizagem de LE/L2. Revista EntreLinguas, Araraquara, v. 1, n. 2, p. 203–222, 2015. DOI: 10.29051/el.v1i2.8060. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/entrelinguas/article/view/8060.

DE OLIVEIRA, Leandra Cristina. (2021). Por uma perspectiva plural das línguas estrangeiras na formação escolar. Porto Das Letras, 7(1), 401-426. Recuperado de https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/portodasletras/article/view/10009.