Propostas aceitas - XIX Congresso ABPI (outubro 2021)

TÍTULO DO SIMPÓSIO:

#italianoparatod@s: políticas, práticas e perspectivas do italiano no Brasil

PROPONENTES:

Cristiane Maria Campelo Lopes Landulfo de Sousa (UFBA) - cristianelandulfo@gmail.com

Daniela Aparecida Vieira (Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA) Perus I - São Paulo-SP) - daniela.apvieira@yahoo.com.br

PROPOSTAS ACEITAS (comunicações orais / pôster)

UM PERCURSO DE ATIVIDADES PARA A FORMAÇÃO (INICIAL) DE PROFESSORES DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS

Marianna Schneider (graduanda UFPR)
Paula Garcia de Freitas (docente UFPR)

Durante a minha formação acadêmica, encontrei algumas lacunas que parecem ser comumente encontradas em cursos de licenciatura, cursos de formação e cursos de atualização docente, como aponta a literatura sobre formação de professores de línguas estrangeiras (LE). Pensando nisso, para que o ensino de LE seja difundido para o maior número de pessoas possível, é preciso também que os profissionais da educação estejam preparados para se deparar com os mais diversos contextos de ensino-aprendizagem. Este trabalho se propõe a apresentar uma proposta de um percurso de atividades para a formação (inicial) de professores de línguas estrangeiras que foi elaborado com base nos diferentes níveis de cognição individuados na Taxonomia de Bloom (BELHOT E FERRAZ, 2010). Nele são propostas algumas direções que um professor (ou futuro professor de LE) pode seguir para que possa identificar e compreender as principais abordagens de ensino de LE, refletir sobre o próprio conceito de LE e o seu impacto no ensino, identificar a própria abordagem de ensino, reconhecer o perfil dos alunos e das turmas, encontrar meios para proporcionar uma aprendizagem mais efetiva de acordo com o perfil de turma, refletir criticamente sobre a função de um livro didático, elencar objetivos didáticos de atividades, planejar atividades ou aulas, produzir materiais autônomos e conhecer novas ferramentas para uso em sala de aula. Ao apresentar os objetivos principais deste curso nesta comunicação oral, pretende-se fomentar a curiosidade de outros professores de LE para que desenvolvam e/ou aprimorarem algumas das habilidades necessárias para um professor de língua estrangeira - propostas em um documento elaborado pelo grupo pedagógico do Instituto Cervantes (2012) - e proporcionar uma reflexão sobre a prática docente.

PALAVRAS-CHAVE: Formação docente, Ensino de LE, Objetivos de ensino

REFERÊNCIAS:

INSTITUTO CERVANTES. Las competencias clave del profesorado de lenguas segundas y extranjeras. Madrid: Instituto Cervantes, 2012. Disponível em: http://cvc.cervantes.es/ensenanza/biblioteca_ele/competencias. Acesso em 30 dez. 2020.

BELHOT, R. V.; FERRAZ, A. P. C. M. Taxonomia de Bloom: revisão teórica e apresentação das adequações do instrumento para definição de objetivos instrucionais. Gest. Prod. Vol. 17. São Carlos, 2010.